Missão
Fazer da comunicação uma ferramenta efetiva de valorização da imagem do cliente e que potencializa os resultados de seus investimentos.
Política da Qualidade
Fortalecer a imagem da empresa perante o mercado, encantando os clientes e aprimorando o controle dos processos para alavancar o crescimento do negócio de maneira consistente e sustentável. Equipar os colaboradores com recursos que permitam aplicar 
seu máximo potencial para realizar suas atividades, garantindo eficiência na gestão da qualidade.
Visão
Ser reconhecida como empresa referência no 
desenvolvimento e gestão de marcas
no Brasil.
Valores
Ética
Entusiasmo
Entrosamento
Criatividade
Superando
Desafios
  • Facebook
  • Instagram
DPI COMUNICAÇÃO  . Todos os direitos reservados

Receba conteúdo exclusivo por e-mail

Pandemia x empreendedores: desistir não é uma opção.

Atualizado: Mar 24




Olá, olá, olá!


A vida está sempre encontrando formas de nos mostrar que não estamos no controle de tudo. Nas últimas semanas, o mundo só fala sobre uma palavra que os empreendedores conhecem a fundo: adaptação.


Uma ameaça invisível pairou sobre cabeças leigas lançando perguntas como: quem será o próximo? E quanto próximo será que ele está de mim? A mesma ameaça que força pessoas no mundo todo a reverem suas posturas diante do inevitável, ao mesmo tempo revela e reforça que, diante da necessidade, a superficial e aparente individualidade não se sustenta. Quando a coisa aperta, a gente sabe perfeitamente que a confiança uns nos outros e o senso de comunidade é o que definitivamente nos mantém.


A vida é isso. Um estresse constante resultante do esforço de algo ou alguém que tenta se adaptar ao mundo ao mesmo tempo que tenta adaptar o mundo a si. Quando desistir não é mais uma opção, aprendemos que a adaptação é uma saída muito mais inteligente do que a extinção.


Um exemplo é que aqueles que tinham dúvidas sobre confiar na produtividade das suas equipes trabalhando remotamente, de casa, agora foram forçados a enviar seus times de volta ao lar para não pararem definitivamente suas atividades. Um movimento inevitável e que vinha empurrando lentamente a barreira cultural e os paradigmas vigentes, de repente, surpreende como sendo uma saída de emergência salvadora para muitas atividades.


E como manter suas equipes engajadas, motivadas, presentes e produtivas sem você do lado?


Grava essa: a ideia é a arma mais poderosa de qualquer exército. Sua equipe não precisa de você, mas sim da ideia que tem sobre você. Enquanto você for capaz de fazer essa ideia valer a pena para eles, você terá o melhor da cada um. Mais que estar presente, um líder é sempre capaz de se fazer presente por meio do compromisso ardente do seu time com uma determinada ideia proposta. Em resumo, liderança está diretamente ligada muito mais à percepção do que à presença.


Em verdade, a grande diferença entre ter liderados e obedientes é que os liderados são movidos pela influência de seus líderes e escolhem fazer. Obedientes são movidos pela imposição de seus chefes e sentem-se forçados a fazer. Quer testar a qualidade da sua liderança? Afaste-se.



Hora da ação:


Não importa em que momento você esteja, estamos lado a lado. Pode ser que algumas portas pareçam estar se fechando para você neste momento mas sua história está contando com você para dar certo. Já ouviu dizer que ‘’cultura devora estratégia no café da manhã’’? Esta citação de Peter Drucker revela que se você tem uma estratégia bem definida mas sua equipe não tem cultura para implementar - ou seja, a mensagem final na mente do seu time é ‘’não vale a pena’’ – as pessoas não irão lutar por seu comando e o plano tenderá à derrota. Porém, quando um líder inspira e cria uma forte cultura, mesmo quando a estratégia não está 100%, a equipe defenderá a ideia e naturalmente contribuirá para ajustar a estratégia e o plano tenderá ao sucesso. É neste ponto que eu posso te ajudar. Então, seguem algumas dicas fundamentais para utilizar a percepção para fortalecer uma cultura organizacional capaz de inspirar sua equipe a produzir de onde estiver. Meu objetivo aqui é indicar uma rota para que você seja capaz de criar um ambiente de significados no qual sua equipe diga ‘’Uau! Eu quero dar o meu melhor neste projeto’’:


  • 1. Inspire: Seja você a fonte de luz que guia o caminho. Neste ponto é fundamental o conceito de que a vida pode até nos pegar desprevenidos, mas nunca despreparados. Você precisa preparar o que vai dizer, onde, quando e como. Quando for conversar com seu time, coloque a intenção na frente, ou seja, comece sempre apresentando uma visão clara sobre uma transformação positiva, relevante e mensurável neste contexto de mudança. Depois, siga a sequência estabelecendo seus compromissos além dos limites. Mostre em que aspectos você está indo por seu time além de limites que jamais foi.

Fale francamente sobre os valores que te trouxeram até aqui e qual foi o desafio crucial que precisou superar para ser quem você é hoje. Complemente falando sobre o que está acontecendo agora e que justifica seu compromisso também sobre o que acredita que fará tudo valer a pena quando chegarem ao objetivo. Que lição você espera tirar disso tudo? Sempre com uma conexão clara entre os seus objetivos pessoais e o benefício que isso trará para as vidas das pessoas que estão com você.


Não é sobre prometer benefícios se tudo der certo. Você não é um ‘’pagador de promessas’’. É sobre convidá-los para edificar a mesma causa juntos, sobre realização. Se você ainda não sabe qual é sua causa, seu propósito, é uma boa hora para se dedicar a isso porque pode ser o que está impedindo sua equipe de somar a você ou pode até estar exaurindo seu potencial de liderança.


  • 2. Envolva: parceiros externos são excelentes para mover seu time interno. Mostrar para sua equipe que você já tem apoio é um recurso incrível para ajudá-los a acreditar ainda mais que a ideia tem mais chances de dar certo. Mostre para seus colaboradores que tem outros parceiros envolvidos no projeto e que eles estão contando com os resultados de cada um do seu time para poderem ter sucesso também. A mente da gente tende a se manter congruente aos nossos compromissos para cumpri-los, mas temos a tendência de sermos bem mais tolerantes com o abandono de nós mesmos do que sobre abandonar outros depois de um acordo. A opinião dos outros influencia na forma como nos sentimos, às vezes até mais do que a opinião que temos sobre nós mesmos. Trazer parceiros externos nesta fase do seu projeto tenderá a deixar seu time ainda mais envolvido e irá evitar o sentimento de isolamento em relação ao mercado.

  • 3. Acesse: para acreditar em você, a equipe precisa gostar de você. Não que seu time precise desejar que vocês sejam melhores amigos, mas eles precisam estar abertos a sentir que você é alguém por quem vale a pena lutar. A melhor forma deles se abrirem a você é você dar o primeiro passo se abrindo a eles. Estabeleça seus 3 principais medos sobre o sucesso deste projeto e conte a eles afirmando que só está dando este passo porque confia plenamente no compromisso e competência de todos em executar. Lembre-se: a vulnerabilidade é uma ferramenta de acesso, uma chave para ativar a compaixão do outro. Você deve buscar este sentimento e sair logo. O excesso de vulnerabilidade leva à vitimização.


  • 4. Acolha: Dedique um tempo para ouvir sua equipe. Pergunte sobre seus medos e suas aspirações e a razão pela qual eles podem acreditar que a equipe será capaz de alcançar o sucesso. Três coisas importantes aqui: 4.1) agora você está falando sobre equipe e não sobre empresa. 4.2) neste item você só precisa ouvir e acolher. Nada de complementar, opinar, justificar ou interpelar. 4.3) Não obrigue ninguém a falar mas, quando falarem, demonstra interesse com perguntas de validação: deixa eu ver se entendi (e repete o que a pessoa disse). Interessante quando você diz que (e repete o que a pessoa disse). Legal você pensar que (e repete o que a pessoa disse). Agradeça ao final de cada depoimento. Este exercício é fantástico para criar vínculos e alianças.


  • 5. Valorize: Aproveite este momento para reconhecer e valorizar os integrantes do seu time, até mesmo de forma externa/pública. Imagine o orgulho de alguém que acreditava que fazia algo simples na empresa e, de repente, tem seu valor reconhecido perante outros e pode até demonstrar este resultado para seus amigos e familiares. Dê recursos para que a sua equipe tenha orgulho de trabalhar com você.

Você não está buscando apenas resultados, um líder trabalha para a realização das pessoas enquanto elas fazem o que precisam fazer. O objetivo aqui não é tirar o máximo das pessoas, mas criar um ambiente em que as pessoas estejam dispostas a oferecer o seu máximo. Sua missão como líder é ajudar as pessoas a alcançarem os sonhos delas por meio de um plano de alinhamento colaborativo com o seu.


Se você aplicar estas ações aos seus movimentos de liderança e gestão nos próximos dias, verá o resultado acontecer diante dos seus olhos. O mesmo vale para os profissionais liberais que queiram aplicar com seus clientes e prospectos. A técnica é a mesma. A diferença é que, em uma prospecção, você iria finalizar com um ‘’item 6’’ orientando sobre as melhores soluções para o item 4 e apresentando um plano de ação para isso.

Na Live de sexta-feira – das 7h30 às 8h no meu Instagram - eu vou ajudar você a aprimorar ainda mais e, quem sabe, responder algumas perguntas ao vivo sobre este assunto. Lembre que também estou sempre recebendo perguntas e comentários via Direct no meu perfil do Instagram e pelo e-mail.


Apoiando uns aos outros, estamos criando a maior comunidade de valorização empreendedora do Brasil e ajudando cada vez mais empreendedores a não só serem os melhores no que fazem, mas a serem também reconhecidos e valorizados por isso.


Que suas ações nesta semana sejam guiadas por sua coragem e não por seus medos.


Sonhe grande. Pratique o bem. Vamos em frente.



Quer mais conteúdo para manter o foco e a motivação no seu caminho empreendedor?


Acesse o meu Blog onde deixei vários artigos disponíveis.


Prefere vídeo? No meu Canal do YouTube você pode aproveitar para assistir várias dicas que deixei gravadas.


Se acha que Podcast é mais prático, pode ouvir os áudios no Spotify.


No meu Instagram e Facebook, além de compartilhar um pouco do meu dia a dia, também divido algumas pontos de vista que julgo interessantes na minha rotina e certamente na de qualquer empreendedor.

14 visualizações
  • Facebook
  • Instagram