Criatividade
Superando
Desafios
  • Facebook
  • Instagram
DPI COMUNICAÇÃO  . Todos os direitos reservados

Dedicação e amor: Ingredientes essenciais para criar uma marca cheia de sabores

Todos nascemos com dons, mas alguns acabam ficando pelo caminho diante das escolhas que precisamos fazer. Vez ou outra, o talento ressurge e basta uma pitada de atenção para abraçarmos e criarmos uma nova história. Assim foi com a engenheira mecânica, Jessica Ballarini. Foi no auge da crise econômica, em 2016, que o talento que aparecia apenas nas reuniões de família acabou tornando-se uma saída para resgatá-la da dificuldade de recolocação no mercado. Alguns investimentos para aprimorar técnicas e habilidades, adicionadas de muita garra empreendedora, fariam surgir sua fábrica de bolo no pote. Ingredientes únicos, sabores exóticos conquistavam o paladar, mas ainda não tinham um nome e um posicionamento comercial claro para o mercado. Como transformar tanto talento e sabor em um produto vendável e lucrativo?

 

Por Andréa Moreira, jornalista

Foi então que Jéssica encontrou a DPI e já na primeira conversa a identificação foi imediata. ‘’Compreender a profundidade do potencial do projeto e criar conexões capazes de criar memória em seus clientes era o primeiro desafio. Sempre falamos sobre promover uma transformação na vida do cliente e no segmento de alimentação este é um dos maiores desafios, porque há uma infinidade de opções de qualidade no mercado. Qualidade apenas não é o suficiente, é preciso investir em autenticidade para se destacar’’ diz Arthur Galvão, diretor da DPI e especialista em marketing de percepção. ‘’A Jéssica falava sobre o produto e nós enxergávamos a autenticidade dela como pessoa. Quando fizemos essa conexão o projeto ganhou vida’’, completa o empresário.

Jessica chegou até a DPI por meio da indicação de uma amiga e relembra a primeira reunião: ‘’Vi a necessidade de ter um público definido e um nome que gerasse empatia. Para conseguir essa combinação perfeita, assim como exigimos das melhores receitas, sabia que precisaria contar com especialistas’’.

Então, a equipe da DPI entrou em ação para mapear todos os potenciais e desafios do projeto, integrando relevância e personalidade. ‘’Costumamos estressar as possibilidades e variáveis antes para que o sucesso não seja apenas um caminho, mas a única opção. Por meio do Método dos Núcleos conseguimos sabatinar os pontos em que o produto ou serviço pode ser questionado, rejeitado e comparado. Tudo acontece de uma forma tão divertida e dinâmica que não há sofrimento sobre o lado crítico do produto ou serviço, pelo contrário, quando vamos chegando na reta final fica aquele gostinho de quero mais’’, ressalta Licia Busatto, diretora da DPI e especialista em inovação empreendedora.

Assim, com o posicionamento definido, o projeto foi para a argumentação de vendas e consolidação do modelo de operação. O formato definido foi cuidar da entrada do produto por meio de vending machines em locais de alto fluxo e padrão de consumo como aeroportos, alamedas de grifes em shoppings centers, por exemplo. ‘’Investimos em um formato em que conceitos como exclusividade, comodidade e exigência fizessem todo sentido para o consumidor. Um público em que o compromisso está muito mais ligado com a experiência e com a excelência. Focamos muito mais no que o cliente quer sentir do que com o que ele quer evitar, como é o caso dos produtos que reduzem qualidade para serem mais competitivos economicamente. Mas isso também exige mais da força de posicionamento. Não haveria meio termo e o cliente precisa identificar de cara que a marca é diferente, irreverente, que tem uma causa e um compromisso absoluto com a promessa de valores que representa’’, afirma Arthur.

Após estas etapas, nascia a ‘’Mirabolices: um bolo fora de série’’. Com nome, conceito, marca e identidade visual conduzidas pela DPI com envolvimento total da empreendedora e chef pâtisserie Jessica Ballarini. Como resultado, os fatos falam por si: o projeto foi premiado com bronze na edição 2018 do Brasil Design Awards, o maior prêmio do design no Brasil, concorrendo com nomes de peso nacional e internacional.

‘’Foi uma grata surpresa para mim e para a equipe da DPI. A logo representa muito bem o que somos e dá esse ar de felicidade que queremos que seja saboreado por cada cliente’’, diz Jéssica.

‘’O prêmio é a consolidação do trabalho e reflete o quanto longe acreditamos que a marca pode chegar. Não fazemos projetos para guardar na gaveta, sempre que abraçamos uma ideia é para fazê-la decolar’’, finaliza Licia Busatto.

  • Facebook
  • Instagram